23 de ago de 2011

Doctor Who - O Time Lord top da balada

Sugestão para ouvir enquanto lê: Doctor Who Theme

Allons-y Alonso!
Se você é fã de SCY-FY, THE BIG BANG THEORY, ou simplesmente UM NERD, vc já deve ter ouvido falar de Doctor Who (a série mais longa a ser exibida sem interrupção - ALOU? 48 anos!)...

Se não, vos apresento a melhor serie do gênero scy-fy do mundo (desculpa trekies, mas Doctor Who tem aquele gostinho de humor britânico que aprendemos amar em Monty Python e até Harry Potter...)

Será um post EXTENSO, logo acredito que apenas os amantes do gênero terão paciencia de ler
Todo o conteúdo pra este post eu tirei daqui e daqui.



Doctor Who, série britânica que estreiou em 1963 pela BBC1, foi transmitida sem interrupções até 1989, tendo mais de 150 arcos exibidos.

Bom, mas por que assistir Doctor Who?

- Por ser a série de ficção mais bem sucedida na história da TV, sendo tão arraigada ao imaginário britânico que muitos dizem que supera até mesmo Jornada nas Estrelas no imaginário americano.

- Por que é uma série onde o roteirista assina na abertura do capítulo, sendo desde os anos 60 muito mais uma série baseada em roteiros do que em efeitos especiais, que sempre foram bem mais fracos se comparados com as séries americanas de ficção, em resumo são boas histórias, com boas atuações e tudo muito bem amarrado.

- Esse ano um novo roteirista pediu para assinar um capítulo, o terceiro da sexta temporada moderna de Doctor Who, aliás, nada mais nada menos que Neil Gaiman (autor de Sandman).

Neil Gaiman? Douglas Adams? REALY?
Ele não é o primeiro escritor inglês conhecido a fazer isso, entre eles ainda temos, por exemplo, Douglas Adams (Guia do mochileiro das Galáxias), que aliás consta que o terceiro livro da série do mochileiro (A vida, o Universo e tudo Mais) era originalmente um capítulo de Doctor Who que não foi ao ar e virou o livro que todo nerd se não leu, deveria ler, fora o pessoal de Monty Phyton, que também fez aparições na série.

- O atual escritor principal da série, Sr. Steven Mofatt, entre outras coisas, foi noticiado ser o escolhido por Steven Spielberg para fazer o roteiro do filme de Tintim, pelos prêmios que ganhou é considerado por muitos um dos melhores roteiristas de TV da atualidade.

O 4º Doutor em uma rápida aparição na abertura de Futurama
- Existem citações dela em diversos seriados, como Os Simpsons, Futurama, The Big Bang Teory, Family Guy, American Dad, Star Trek, e conta-se que a inspiração original do DeLorean, dos filmes De Volta para o Futuro, foi a TARDIS.

No primeiro capítulo em 1963 (An Unearthly Child: Uma Criança Alienígena, aproximadamente), os professores Ian Chesterton (William Russell) e Barbara Wright (Jacqueline Hill), de uma escola inglesa, discutem sobre uma aluna gênio, Susan Foreman (Carole Ann Ford), que segundo sabem mora com o avô, e ao segui-la para entender o mistério que a ronda, descobrem que seu endereço era um ferro velho e lá encontram um velhinho, o Doutor (William Hartnell), que se diz avô de Susan e após discutirem com ele entram em uma apertada cabine telefônica policial dos anos 50 jogada dentro do ferro velho e lá dentro descobrem, chocados, que é absurdamente maior por dentro do que por fora e pedindo uma explicação do Doutor ele simplesmente explica que os dois são alienígenas e que eles agora estão dentro da nave deles, que além de viajar pelo espaço também pode viajar pelo tempo.

O primeiro Doutor
Eles duvidam e o Doutor liga a TARDIS e ela viaja para a pré-história, e nos próximos quatro capítulos eles basicamente ajudam o homem pré-histórico a descobrir o fogo.

Na sequência, em mais uma nova viajem o Doutor leva-os ao planeta Skaro, onde encontram a raça mais temida da galáxia, os Daleks, criados muito antes por Davros, estes se tornam arqui-inimigos do Doutor.

E a partir daí viajam por diversos planetas e épocas, conhecendo Marco Polo, os astecas e a revolução francesa. Conhecem também vários planetas espetaculares no meio disso tudo. E Ian e Barbara se tornam junto com Susan, sua neta, companheiros de viagens e aventuras do Doutor, característica de quase toda a série, o Doutor segue sempre tendo companheiros, quase sempre mulheres, e também as varias raças alienígenas, além dos Daleks como os Autons, os Sontarans, os Cybermen, os Silurians, os Demônios do Mar (Sea Devils), os Guerreiros do Gelo (Ice Warriors), o Yeti (Sim, em Doctor Who as criaturas mitológicas existem e são quase sempre criaturas alienígenas, como o próprio Doutor), os Rani e Davros, o criador dos Daleks, entre outros muitos não humanos.

Após três anos de Doctor Who (1963-66) William Hartnell se despede da série em o que se tornou praxe, uma regeneração (renascimento do Doutor em um novo Time Lord, o truque que usam para serem praticamente imortais) onde aparece o segundo Doutor, Patrick Troughton, que era totalmente um novo Doutor, e depois ele no 3º Doutor e assim por diante...

Hoje, a série conta a história do 11º Doutor. Você nao precisa baixar 48 anos de série para o seu PC para acompanhar a série, caso tenha se interessado.
Em 2003, a BBC anunciou que a série voltaria ao ar em 2005, com uma temporada de 13 episódios.

Christopher Eccleston é escolhido como o 9º Doutor, mas o ator ainda durante a exibição da temporada anuncia que não voltará para uma 2ª temporada, tendo então sua última aparição e regeneração no último episódio da temporada.
O 9º Doutor
E assim, David Tennant faz sua estréia como o 10º Doutor, tendo seu primeiro episódio o especial de Natal do mesmo ano, The Christmas Invasion.
Tennant, o Doutor preferido de muitos
Em 2008, ao receber o NTA, o ator anunciou que deixaria o papel após os 4 especiais que seriam exibidos em 2009: The Dead Planet, The Water of Mars e as duas partes de The End of Time, e não voltaria para uma 5ª temporada em 2010.

Em abril de 2010 então, Matt Smith faz sua estréia no papel, assim como o produtor-chefe Steven Moffat, já responsável por ótimos episódios na era Russell T Davies, com destaque para Blink, primeira aparição dos Weeping Angels.
Matt Smith, o 11º Doutor
Se você nunca assistiu Doctor Who e é NERD, só digo uma coisa: TEM PROBLEMINHA! Tá bom que ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas que eu outros nerds gostam, mas é fato que Doctor Who é item indispensável no seu currículo, meu caro nerd...
Seja pelo sotaque britânico delicinha, seja pelos atores, seja pela referência que o seriado é para outros scyfy, o Doutor é o Time Lord top da balada...



0 comentários: