28 de jan de 2012

[Notícia Comentada #1] O caso do guri de 13 que se deu bem

Lendo um dos hilários posts lá do Puxa cachorra!, eu tive essa sensacional e original ideia que nenhum outro blog pensou antes: Comentar as notícias dos principais sites da internet. E quando eu digo comentar, é desfragmentar cada frase dada na noticia. Como os Vingadores do Fandom. Eu não disse que era original?
Hein, quem são esses?
Ora leitor amigo, se você tem um fandom qualquer (sejE potterhead, sejE whovian, sejE fã da Pêpê e Neném) você sabe o que são as fanfics. E sabe quanta coisa RUIM já foi escrita, e pior, postada na interwebz. Os Vingadores do Fandom colocam em palavras escritas aquilo que você pensa quando lê qualquer bobagem.
E é o que eu farei a partir de agora nesse blog.
Primeiro eu pensei em pegar as notinhas muito bem escritas do site EGO, mas então isso não seria um desafio.
Melhor começarmos esse primeiro post logo com o G1 que no fim todo mundo lê enquanto vive criticando a Globo. Aliás, enquanto vocês bolam a campanha Dia sem Globo, a louça tá lá pra lavar tá? Porque não adianta nada tentar boicotar a Globo e esquecer de sumir com o controle remoto, já que a sua avó quer assistir a novela do Pereirão mesmo.

Aviso importante: Este é um artigo voltado pro humor. Não leve a sério a opinião da autora, não leve a sério os erros de português, e principalmente não leve a sério o artigo original. Se ele tá sendo "comentado", é porque a escrotice da notícia é level 99.

Das noticias mais lidas do G1...



Mãe flagra filho de 13 anos transando em casa com moça de 23. O que você faria? [Que ABESURDO ÉSSOO! Vai virar filme e ser premiado no Sundance Film Festival daqui a dois anos, quer apostar?]

Alguns episódios testam a capacidade de reagir de uma mãe – correta ou incorretamente. Nos Estados Unidos, uma mãe, cujo nome não foi divulgado para proteger a privacidade de sua família, ouviu ruídos no quarto de seu filho adolescente, de 13 anos. [Cara mãe do adolescente de 13 anos. Quanta maldade nesse eu coração hein? Podia ser o som de um jogo de playstation. Tenho quase certeza que poderia ter sido do Skyrim. Poderia ter sido até um episodio de Game of Thrones. Em vez de deixar a criança em paz...] Quando entrou, flagrou uma mulher de 23 anos, Clarissa Rangel (foto reproduzida), nua e fazendo sexo com o seu filho. [Deus me livre se ela estivesse vestida]
Clarissa, nascida na Flórida, foi presa na segunda-feira. Não se sabe até agora qual era o nível de relacionamento entre a moça e a família. Ela não era desconhecida. [E aqui temos uma incoerência na reportagem MAS NINGUÉM TÁ LIGANDO. CONTINUE POR FAVOR] O adolescente declarou aos policiais que Clarissa o beijou e se exibiu para ele fora do apartamento, atrás do prédio onde ele mora. [E o que ele deve ter comentado nessas redes sociais aí, pq alou? Eu tenho 13 anos e uma mulher mais velha quer DAR PRA MIM] Depois disso, ela teria levado o garoto para dentro de casa, e em seu quarto teria abusado dele. Na lei de hoje, isso se chama estupro, especialmente quando um menor está envolvido. [A lei pode até chamar de estupro, mas o menino chama isso de AAAAAAAAW YEAH! E de acordo com as ultimas notícias, não é estupro se o abusado não está dormindo.]

Era 1h da madrugada quando a mãe dele, atraída pelos ruídos, flagrou o ato.
Ao ser confrontada pela mãe, Clarissa disse: “Estou fazendo a coisa da maneira certa (para seu filho)”. (“I am getting it done right”). [Imagina se eu sou um HOMEM? Vai por mim tia, seu filho estava em boas mãos. Levanta a mão se você é homem, tá lendo esse artigo e tá com uma baita inveja desse moleque.]
A mãe chamou a polícia imediatamente. O garoto disse aos investigadores ter ido para a cama com Clarissa duas vezes anteriormente [E disse isso com um sorriso trollface, aposto], segundo o jornal americano Orlando Sentinel. A história foi divulgada hoje pelo dailymail.co.uk.
Clarissa foi detida por conduta indecente, e indiciada por fazer sexo com um menor de idade.

Por que temos visto tantos casos de mulheres maiores de idade transando com adolescentes – professoras, vizinhas ou conhecidas? [provavelmente Freud explica. Ou elas estão tão cansadas dos caras "maduros", estão colhendo direto da árvore agora - RISOS]
Quem viu o filme The Reader (O leitor), assistiu a cenas belas de sexo e amor entre a atriz Kate Winslet (cobradora de bonde, analfabeta, ex-guarda dos alemães nazistas) e o rapaz que ela ajudara num momento de doença e fragilidade. Ele era menor de idade, estudante. Tinha corpo de homem, era bem mais alto que ela e, a se crer no filme (adaptado de um romance), foi ele que a seguiu, que se encantou com ela e, com a ajuda da Literatura, a seduziu. 
A vida é cheia de nuances. [E aqui a jornalista tenta intelectualizar essa notícia bizarra que não vai mudar a sua vida. A não ser que você seja mãe de um adolescente de 13 anos]
Mas o ato sexual com um(a) menor é um crime.
O que você faria como mãe se o mesmo acontecesse em sua casa – ou com seu filho?
[Uma surra bem dada, ou um tapinha nas costas dependendo da aparência do meu filho espinhento de 13 anos.]

Artigo original escrito por Ruth de Aquino, jornalista da revista Época. Aquela mesma que colocou o Michel Teló na capa dizendo que ele ainda vai te pegar. Super prestígio. Te quiero 

1 comentários:

Priscila Louredo disse...

KKKKKKKKKKKKKKK Concordo com todos os comentários!!! Aguardo a próxima notícia comentada... =)

28 de jan de 2012 13:14:00