23 de set de 2011

[PRIMEIRAS IMPRESSÕES] Ringer


Você já foi perdoada. Você precisa se perdoar.

O canal CW (responsável por Supernatural e The Vampire Diaries) lançou duas novas séries na temporada 2011-2012: The Secret Circle e Ringer. Curiosamente, sem ninguém ter combiando, minha soul sister Lis curtiu a primeira e eu a segunda.

Ringer tem uma premissa interessante e o episódio piloto foi muito bem desenvolvido. Mesmo o uso do velho recurso de mostrar gêmeas foi muito bem aproveitado e se você realmente não soubesse que Sarah Michelle Gellar é uma só, a série iria te deixar em dúvidas. 

É a grande volta de Sarah Michelle Gellar, depois de anos afastada da TV. Ela fez alguns filmes e teve um filho, nesse meio tempo. Mas há atores que, por mais que tentem fazer sucesso e grana no cinema, se dão bem mesmo na TV. Vide por David Duchovny (Arquivo-X e Californication) e David Caruso (NY contra o Crime e CSI Miami).

O episodio foi bem desenvolvido, bem montado. A principio você não sabe nada mesmo da protagonista. Ela está numa espécie de AA e está envolvida com a polícia. As pontas começam a se soltar durante o episódio e algumas dúvidas só te levam a outras dúvidas. Sim, pra bom entendedor meia palavra basta. E, depois de ver tanto o great and glorious Patrick Jane, qualquer insinuação me deixa ligada. E aos poucos, nós entramos na historia, entendendo já de primeira as motivações da personagem e claro a que veio a série.  E o final simplesmente vai te deixar surpreso (claro se você não for um bom entendedor).

E eu simplesmente adoro isso. Adoro um mistério.

Créditos da série, role a página até o final.

Segue abaixo o episodio e minhas opiniões enquanto o assistia. Se você não quiser saber, pare aqui e assista você mesmo, e claro, comente aqui suas opiniões.


** ALERTA DE SPOILERS **

A série já começa com um ritmo alucinante, com Sarah Michelle Gellar se escondendo de alguém, respirando com dificuldade. Um cara mascarado procura por ela, e ela dá o azar de ser descoberta. Quando o cara a alcança, ela grita dizendo ser a garota errada.

- Após a abertura, que não é nada, alem do título sobre o fundo negro cheio de prédios brilhantes e os rostos dos personagens, a vemos novamente em um tipo de AA. Ela é Bridget e diz estar sóbria há 6 meses, e não é possível saber se é drogas, álcool, comida, compras, ou sei lá o quê. Ao redor dela há pessoas de varias cores, tamanhos e idades, realmente é impossível identificar qual o vicio dela.

- No fim da reunião, ela troca algumas palavras com o cara que tava sentado ao lado dela, para depois ir na direção de um cara de terno e lápis de olho. Hahaha! Brincadeira. Ele não usa lápis de olho. Mas quem assistiu Lost, vai entender a brincadeira. É Nestor Carbonell, o velho (e põe velho nisso) Richard Alpert de Lost.  Misterioso até em Ringer.

- Ele a leva em um daqueles motéis de beira de estrada, e descobrimos que ele só pode ser da polícia ou envolvido nisto, porque ele diz que ela irá falar com um juiz por ser testemunha de um crime.  Descobrimos na seqüência, por meio de um programa de TV, quem é o assassino e os motivos do julgamento. É um caso famoso aparentemente, já que está na TV.

- Nestor vai buscá-la no dia seguinte para o julgamento e encontra o policial que estaria protegendo Bridget com uma fita na boca e algemado no banheiro, dizendo que ela levou sua arma.

- A vemos em um café, super bem vestida, e sai para encontrar alguém na outra calçada. E na calçada está Bridget. A garota do café é sua irmã gêmea, Siobhan, e elas não se vêem há 6 anos. Siobhan leva Bridget para sua casa, e descobrimos mais sobre ela. É casada há 5 anos, mora numa casa linda e tem uma afilhada que está num internato em Londres.

- Siobhan conta a Bridget que o marido, Andrew, não sabe que ela tem uma irmã.  Ela parece ter vergonha e mágoa dela. Bridget comenta a dor pelo que fez – não é mencionado o que – e que pensa em Sean todo dia. Siobhan diz que já a perdoou e que ela precisa se perdoar agora.

- Em seguida, Nestor – ainda não foi dito seu nome – procurando o “padrinho” de Bridget no AA – ou seja lá o que for. Nestor informa que o homem que ela ia testemunhar contra é perigoso, e que tomara que o cara não a encontre antes dele.

- As irmãs saem para velejar (sentir a velocidade do vento na cara) e Siobhan pergunta se Bridget ainda faz strip-tease. Ela responde que não, mas que é garçonete.

- Na cena seguinte, Bridget acorda no barco no meio do mar e se encontra sozinha. No chão, ela pega um frasco laranja de algum remédio e dentro uma aliança de casamento. Ela se desespera e de longe vê algo boiando. Ela mergulha e descobre que não é o corpo da irmã.

- Em Nova York – descobri isso porque vi o Chrysler Building – vemos Siobhan saindo de um carro em frente a um prédio chique onde o porteiro a conhece pelo nome e sabe onde ela estava. (Eu desconfio que é Bridget, mas vamos deixar isso em stand-by). Ela entra em um apartamento que já no hall de entrada tem uma foto sua que pega a parede inteira. Um homem, que a chama de querida e por um diminutivo, chega. É o marido, Andrew (Ioan Gruffudd, o Sr. Fantástico do filme Quarteto Fantástico). Ela lhe dá um selinho e ele estranha. Ela está muito amigável e repara que ela está magra demais. (Com certeza é Bridget.) Eles trocam meia dúzia de palavras sobre o trabalho, sobre a casa e sobre saídas sociais. Pelo jeito, Siobhan não vive bem com o marido, deveria ser cricri, exigente e orgulhosa.

- Bridget entra em contato com o “padrinho” e confessa a ele que não acredita no que fez. Ela confessa que a irmã se matou e que é a única que sabe que ela está morta. Como a policia está atrás dela, Bodaway – o assassino – está atrás dela, ela decidiu usar isso como escapatória: fingir que é a irmã. Ela se apavora ao ver um homem lhe observando de longe e desliga.

- Ela acorda de manhã com o telefone tocando e uma mulher lhe dizendo que iria encontrá-la. Bridget descobre, pela sua agenda, que é uma tal de Gemma. Ela vai até um lugar cheio, o que parece, pedreiros e coisas assim, e encontra Gemma, uma ruiva gigante bem vestida, que parece ser a melhor amiga dela. Gemma parece estar reformando um novo apartamento para Siobhan e o marido: uma cobertura com vista para o Empire State Building. Gemma confessa a Bridget, que acha que o marido – Henry – está tendo um caso e chama a amiga para espairecer, mas parece que Siobhan tinha a agenda cheia e que tem algum evento de caridade para ir.  (Desconfio que o caso de Henry era Siobhan.)

- Bridget vai ao evento com Andrew e novamente vê o mesmo homem que a observava no dia anterior. Quando o marido vai lhe buscar algo para beber, ela tenta se esconder, mas o homem consegue encontrá-la e a beija com ardor. É Henry, o marido de sua amiga Gemma, que diz que sabia que estava ali e que Andrew está longe. (Eu sabia!) Henry pergunta o que houve, porque ela não o encontrou antes e tentar marcar de encontrá-la em um hotel, e é então que Bridget – e nós – sabe que eles estão de caso há muito tempo.

- Ela volta para casa e pela indiferença de Andrew, ela percebe que ele e Siobhan viviam um casamento de aparências. Não realmente de aparências mas algo frio e sem paixão. Ele questiona porque ela está diferente, tão relaxada e agradável. Ele diz ter amado isso nela, mas que não consegue acreditar ser verdadeiro.

- Bridget vai a algum AA em Nova York e fala do seu desejo de voltar a ser o que era, ser normal outra vez.

- Em casa, ela encontra uma adolescente chamada Juliet transando com o namorado. Depois de descobrir que Juliet tinha vendado o namorado com um dos lenços que estava na gaveta que Bridget escondeu sua arma, ela a coloca na sua bolsa, e tenta dialogar com a garota. Ela é filha de Andrew e que estava em um internato porque Siobhan provavelmente mandou ela pra lá. 

- Juliet atende o interfone e diz que um homem está subindo para vê-la. Juliet vira as costas sem dizer o nome da pessoa, e quando as portas do elevador se abrem, Bridget vê nada mais nada menos que... Nestor Carbonell.

- Ele se apresenta: Victor Machado, do FBI. Ele saem para tomar um café e ela diz não saber nada da irmã, que não são próximas, que não a vê há anos. Ele lhe conta sobre o acordo que tem com Bridget, que ela foi acusada por prostituição e posse de drogas, e que as acusações seriam retiradas se ela testemunhasse contra Bodaway, que matou uma stripper. O homem foi solto e vai querer provavelmente silenciá-la, já que ela é a única testemunha do assassinato.

- Em Wyoming, o padrinho é observado por um cabeludo mal-encarado num carro.

- Ela vai ao apartamento novo para esconder sua arma, e ao enrolá-la em um jornal, lê uma matéria de uma mulher encontrada morta em uma praia dos Hamptons: uma senhora de 63 anos. (Desconfio que Siobhan forjou a própria morte. Será?) Depois, Bridget encontra Henry e rompe com ele, alegando que Gemma está desconfiada e quase descobrindo tudo.

- Andrew e Juliet brigam. Ela parece  ser uma adolescente que não tem atenção de ninguém, e Andrew, assim como Siobhan, parecem se importar muito com as aparências e com o que os outros pensam. A garota diz que vai viver com a mãe, e Andrew devolve dizendo isso não ser uma opção. A mãe dela também não dá a mínima para ela.

- Bridget chega em casa e recebe uma ligação de um médico lhe dizendo que está grávida de 4 semanas. Na seqüência, ela, Andrew, Gemma e Henry estão em um bar, provavelmente comemorando. A tensão no ar é terrível. Pobre Bridget! Siobhan bitch!

- Henry a puxa para um canto e diz que não há duvida de que o filho é dele. Ela diz que não irá deixar Andrew e Henry diz que ela tem que escolher entre ele e o marido.  E Bridget escolhe Andrew.

- Andrew, antes de Bridget entrar na sala com uma bandeja com chá, está numa ligação, tentando cancelar um negócio. (Desconfio que ele ia deixar Siobhan e ficar em Londres, mas desistiu quando soube da gravidez. Stand-by de novo.) Ela pergunta por Juliet, e ele diz que ela foi expulsa do internato. Ela pergunta por que e ele coloca um tipo de capsula de plástico vermelho (que eu juro que não faço idéia o que seja. Coca? Heroina? Um explosivo plástico de baixo alcance?). Bridget fica chocada e diz que a garota não pode ficar ali. (Acho que descobrimos o vicio de Bridget, huh?) Andrew fica surpreso com o que ela disse e ela disfarça dizendo que ela não pode estar ali com o bebê chegando.

- Victor Machado encontra uma carta que Siobhan escreveu para Bridget, após adolescentes roubarem armários em uma rodoviária. Justamente o armário onde Bridget escondeu suas coisas.

- Gemma telefona para Bridget pedindo um encontro no apartamento novo porque descobriu quem é o caso do marido dela.  Ela vai até lá e ela entra no apartamento vazio chamando pela amiga.

- É quando voltamos a cena inicial: o homem mascarado correndo atrás dela e a alcançando e jogando-a no chão. Ela tenta se soltar dele a todo custo e consegue acertá-lo. Ela luta de volta e consegue alcançar a arma que ela tinha escondido. Antes de meter uma bala nele, ela grita: “Eu não sou Bridget!” Ela tira uma foto etiquetada do bolso do homem morto. Na etiqueta, Siobhan Martin.

- Em Paris, a verdadeira Siobhan atende uma ligação de alguém que diz que há um problema.

RINGER
CW, Terças às 9 da noite, horário Leste e Pacifico; ás 8, horário Central.

Produzido pela CBS Television Studios e Warner Brothers Television em associação com a ABC Television Studios e Brillstein Entertainment. Criado por Eric Charmelo e Nicole Snyder; Pam Veasey, Peter Traugott e Richard Shepard, produtores executivos; Sr. Charmelo, Sra. Snyder e Sarah Michelle Gellar, co-produtores executivos.

COM: Sarah Michelle Gellar (Bridget Kelly e Siobhan Martin), Ioan Gruffudd (Andrew Martin), Kristoffer Polaha (Henry Butler), Nestor Carbonell (Victor Machado), Tara Summers (Gemma Butler) e Mike Colter (Malcolm Ward).


0 comentários: